Encontre seu profissional

ASSERTIVIDADE – Veja se você é uma pessoa assertiva

30 de novembro de 2017

Assertividade vem de “asserto” que significa uma afirmação considerada verdadeira, ou seja, uma assertiva.

É dizer “sim” quando se quer dizer “sim”e principalmente dizer “não” quando se quer dizer “não”. Significa falar o que se pensa ou se sente, para a pessoa certa, de forma apropriada, no momento oportuno e sem agredir o outro. O treino assertivo é de grande valia para melhorar os nossos relacionamentos interpessoais.

A passividade, também chamada de não asserção, diz respeito àquelas pessoas que se sentem muito ansiosas e impedidas de dar respostas adequadas dentro do relacionamento interpessoal.

São pessoas tímidas, boazinhas e incapazes de afirmar seus direitos e agir com os seus sentimentos. Preocupam-se com os outros e sentem-se culpadas se negarem algo a alguém. Geralmente possuem baixa autoestima e temem assumir qualquer posicionamento pessoal que contrarie o outro.

Por outro lado, no comportamento agressivo, a pessoa consegue expressar pensamentos, sentimentos e opiniões, mas faz de uma forma que viola os direitos da outra pessoa, tentando impor a sua vontade, seja através de uma maneira de falar agressiva (gritando, ameaçando, intimidando) ou através de gestos ameaçadores (cerrar os punhos, atacar fisicamente o outro, etc.). O objetivo da agressão é dominar o outro, através de humilhação, da degradação, de modo que os demais sintam-se fracos e menos capazes de defender seus direitos. Esse tipo de comportamento traz também consequências, para a pessoa agressiva  tais, como: conflitos interpessoais, culpa, tensão, solidão; ela se sente aborrecida, além de perder oportunidades.

Voltando à asserção, as vantagens dessa forma de se comunicar são a melhora da capacidade de negociação, o aumento da autoconfiança, confere mais credibilidade e diminui o estresse.

A comunicação assertiva é transparente, honesta e de mão dupla, ou seja, o assertivo também aceita quando o outro é assertivo com ele, quando as pessoas dizem as coisas de forma clara e objetiva.

Pesquisas demonstraram que o aprendizado de respostas assertivas inibirá ou enfraquecerá a ansiedade previamente experimentada em relações interpessoais específicas.

Utilizando-se a assertividade, a probabilidade de ser compreendido e atendido pelo outro aumenta e, mesmo quando, apesar de ser assertivo, as pessoas envolvidas não chegam a um compromisso, quem foi assertivo sente-se satisfeito por ter conseguido se expressar de forma adequada, sabendo que fez a sua parte.

Para criar habilidades no campo da assertividade, faz-se necessário procurar um Psicólogo, preferencialmente que tenha abordagem Comportamental ou Cognitivo-Comportamental, pois um profissional, com essa qualificação, utiliza técnicas específicas para a aquisição dessa forma de comunicação interpessoal e isso garante relacionamentos mais adequados e saudáveis.

Gabriela Brunelli Bofill – Psicóloga

 

Você gostaria de saber como está a sua assertividade? Imagine as seguintes situações abaixo e escolha a opção que corresponderia, na maioria das vezes, a sua forma de reação:

1- Você emprestou dinheiro para um amigo do trabalho que acertou de lhe pagar quando recebesse o próximo salário, mas, uma semana após a data do seu pagamento, o amigo ainda não fez nenhuma menção da dívida. Sua atitude?

  1. a) Esperar até que o amigo se manifeste.
  2. b) Cobrar o pagamento ouvindo a justificativa para o não pagamento, mas afirmando que precisa do dinheiro.
  3. c) Chama-o de irresponsável e exige que ele pague juros pelo atraso.

2- Você atende ao telefone e uma pessoa pede para que você contribua com uma campanha filantrópica com uma quantia fixa mensal. Você então:

  1. a) Diz timidamente que não quer colaborar, mas cede à insistência da pessoa para se livrar da situação ou por temer a sua reprovação pelos outros por ter negado um pedido de ajuda.
  2. b) Elogia a campanha, mas pede desculpas por não poder contribuir e pede licença para desligar o telefone.
  3. c) Agride verbalmente a pessoa por tê-lo incomodado em sua casa, avisa para não ligar mais e desliga o telefone enquanto a outra pessoa ainda está falando.

3- Você admira profundamente uma pessoa que não lhe conhece e, por coincidência, senta-se ao lado dela durante uma viagem. Você então:

  1. a) Tem muita vontade de expressar sua admiração, mas passa toda a viagem calado, por vergonha do que a pessoa possa pensar de você ou por achar que ela não gostaria de conversar com você.
  2. b) Apresenta-se e afirma que admira a pessoa, tomando o cuidado de respeitar o direito do outro de não querer conversar naquele momento.
  3. c) Apresenta-se e afirma que admira a pessoa, insistindo em conversar com ela, mesmo que ela esteja se preparando para dormir, pois você não quer perder essa oportunidade única.

4- Você comprou um produto no supermercado e, após ter pago e já saindo, percebe que o caixa lhe deu dinheiro a menos no troco. Você então:

  1. a) Imagina que irá atrapalhar se interromper o serviço do caixa e vai embora um pouco chateado com o dinheiro perdido.
  2. b) Retorna ao caixa e afirma que está faltando uma quantia para o troco correto, pedindo para que ele complemente o dinheiro. Caso o caixa negue-se a pagar, chama o gerente para explicar a situação e afirma que tem o direito de receber a parte que falta.
  3. c) Acusa em voz alta o caixa de querer enganá-lo e exige o dinheiro, ameaçando denunciá-lo ao gerente.

5- Você deixou seu carro na oficina e está sem transporte para ir ao trabalho por alguns dias, mas você sabe que um colega passa todos os dias, próximo a sua casa. Você então:

  1. a) Não fala nada porque prefere não incomodar ninguém com favores e fica indo de ônibus.
  2. b) Pergunta ao colega se pode ficar dando-lhe carona.
  3. c) Pede carona ao colega na frente dos outros dizendo que istso não custaria nada para ele. Em seguida, pergunta se ele não poderia sair um pouco mais cedo de casa.

 

Resultado:

Se você marcou a letra “b” na maioria das situações acima, provavelmente você tem um padrão de comportamento assertivo.

Porém, se a opção “a” foi a mais predominante, seu comportamento é característico de um padrão não-assertivo.

E finalmente, caso tenha marcado em maior número a opção “c” é bem provável que a sua maneira de se comunicar com as pessoas seja do tipo agressivo.

Postado em Blog, Página Inicial | Tags: