Encontre seu profissional

Categoria: Página Inicial

29 de janeiro de 2019
Distimia: a “depressão menos grave” também exige tratamento

Os diversos transtornos depressivos existentes ainda despertam dúvidas e inseguranças nos pacientes e profissionais da área saúde. Além da depressão tradicional, um transtorno tem chamado atenção por apresentar sintomas semelhantes à condição depressiva: a distimia, também chamada de Transtorno Depressivo Persistente, um tipo de depressão crônica. Os principais sinais da distimia são mau humor frequente; desânimo para tarefas que antes eram prazerosas; insônia e falta de apetite. Como a depressão, esse transtorno provoca sentimentos contínuos de profunda tristeza e desesperança. VEJA TAMBÉM: DEPRESSÃO SAZONAL: O TRANSTORNO DEPRESSIVO RELACIONADO ÀS ESTAÇÕES DO ANO

Distimia x Depressão

Justamente pelas semelhanças entre os sintomas, é possível haver confusão sobre qual condição aflige o paciente. Se por um lado os sinais são parecidos, a divergência está na intensidade e na duração de cada doença. No caso dos distímicos, por exemplo, o período de manifestação dos sintomas é maior e seus efeitos mais brandos. A diferença na intensidade dos sintomas permite ao distímico seguir com suas atividades diárias, porém, a qualidade de vida fica comprometida devido ao forte sentimento de t

Postado em Blog, Página Inicial
23 de janeiro de 2019
Depressão Sazonal: o transtorno depressivo relacionado às estações do ano

A depressão é uma doença repleta de peculiaridades, sendo considerada uma das mais perigosas do século XXI. O quadro depressivo é complexo e apresenta diferentes tipos. Para ilustrar: dificilmente alguém imaginaria que as estações do ano poderiam desencadear um transtorno psicológico, mas isso é possível. A depressão sazonal, também conhecida como Transtorno Afetivo Sazonal, é um transtorno que acomete as pessoas principalmente durante o inverno ou outono. Normalmente, dias chuvosos, frios e cinzas causam desânimo em muitas pessoas. No entanto, quando essa sensação persiste e se repete durante os mesmos períodos, a depressão sazonal é caracterizada. VEJA TAMBÉM: SÍNDROME DE BURNOUT: O ESGOTAMENTO PROFISSIONAL QUE CAUSA DEPRESSÃO 

Os hormônios podem causar a depressão sazonal

A causa por trás do Transtorno Afetivo Sazonal ainda é incerta, mas especialistas entendem que hormônios específicos podem ser gatilhos para o desenvolvimento dessa condição

Postado em Blog, Página Inicial
14 de janeiro de 2019
Síndrome de Burnout: o esgotamento profissional que causa depressão

Com o crescimento dos casos de depressão, os diferentes tipos de transtornos psicológicos se tornaram mais conhecidos por todos nós. A Síndrome de Burnout, por exemplo, é uma complexa manifestação psicológica relacionada a vida profissional do paciente que pode resultar em um quadro depressivo. O termo foi criado em 1974, pelo psicanalista americano Herbert Freudenberger, justamente para caracterizar o problema que ele e seus colegas enfrentavam naquela época. A expressão “burnout” vem do inglês e, em uma tradução livre, seria algo como exaustão. Portanto, não é um erro afirmar que essa é a síndrome da exaustão. VEJA TAMBÉM: ESTRESSE X DEPRESSÃO: CUIDADO COM ESSA LINHA FINA

Entenda a síndrome de Burnout

O transtorno de Burnout é caracterizado por um forte desgaste emocional e físico, levando o paciente ao extremo e, por consequência, ao esgotamento profissional. Além dessa sensação de exaustão, é comum o paciente se sentir desmotivado constantemente. Embora seja comumente associado ao ambiente de traba

Postado em Blog, Página Inicial
8 de janeiro de 2019
Baby Blues e Depressão pós-parto: qual a diferença?

A gestação e o parto são duas das mais importantes experiência da vida de uma mulher. Rodeados de expectativas e desejos, são períodos de intensas mudanças físicas e psicológicas para a futura mãe. Diante dessas transformações, muitas mulheres enfrentam um problema sério: a depressão pós-parto. Contudo, o que poucas mães sabem é que após o parto, existe uma condição psicológica que pode ser confundida com depressão, mas não é. Estamos falando do baby blues.

Baby blues não é depressão pós-parto

Logo após o nascimento do bebê, os hormônios aumentam a intensidade das emoções da mãe, podendo causar um sentimento de tristeza e melancolia. Ou seja, toda essa bagunça emocional é provocada pelas profundas transformações advindas do novo ciclo: nova rotina, mudanças físicas, maternidade e anseios à respeito do futuro.  Dessa forma, esse período de humor inconstante é definido como baby blues, também conhecido como depressão materna. Os principais indicativos dessa condição são os seguintes:

  • Maior sensibilidade emocional;

Postado em Blog, Página Inicial
28 de dezembro de 2018
Entenda o que é o transtorno da ansiedade generalizada

A depressão é uma doença que está cada vez mais atingindo as pessoas no mundo. Mais de 300 milhões de pessoas no mundo sofrem com a doença e a expectativa é que seja a doença que mais incapacite os profissionais em 2020. A ansiedade é um dos sintomas mais visíveis da depressão, capaz de atrapalhar consideravelmente a qualidade de vida do indivíduo. É importante lembrar que a ansiedade é uma reação normal do corpo para situações que possam gerar medo, dúvida ou expectativa para a pessoa. E a ansiedade tem diversas variações. Uma delas é o transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG). Alguém com um transtorno de ansiedade generalizada é excessivamente ansioso e preocupado com várias coisas em sua vida, por exemplo, trabalho, finanças entre outros. As pessoas se preocupam constantemente com o que pode dar errado. Esses pensamentos ansiosos, causam problemas de concentração e por esse motivo, costumam ficar acordadas por noites. O transtorno da ansiedade generalizada pode afetar pessoas de todas as idades.

Os principais sintomas do Transtorno da Ansiedade Generalizada

Durante o transtorno de ansiedade generalizada, o individuo sofre de ansiedade excessiva por um prazo que pode durar no mínimo seis meses e se prolongar por muito tempo. Na TAG, a

Postado em Blog, Página Inicial
30 de novembro de 2018
Como ajudar a recuperar a autoestima de quem está com Depressão

Temos falado em nossas últimas publicações sobre a depressão, os seus sintomas característicos, como diferenciar os estados de tristeza e um quadro depressivo, os estágios na qual a doença possui e quando identificar possíveis sinais de suicídio. Hoje vamos falar sobre a recuperação da autoestima de quem está deprimido. Fator que é primordial para que a pessoa que já está dentro desta situação depressiva possa voltar a ter alegria de viver e praticar suas atividades rotineiras. Vamos entender porque a autoestima é tão importante nos casos de depressão.  

Depressão e autoestima: relação intrínseca

  A autoestima é considerada o estado de viver bem do ser humano. Aquele momento em que você está se sentindo realizado, feliz, desempenhando suas atividades com excelência e se realizando pessoalmente em todos os aspectos demonstra que você está bem consigo mesmo. Porém, estamos vivendo um tempo em que as pessoas enfrentam diariamente as situações da vida, algumas vezes boas, outras vezes ruins, e a forma como isso mexe com a nossa capacidade de lidarmos com i

Postado em Blog, Página Inicial