Encontre seu profissional

Check-up Cerebral

21 de setembro de 2017

O Check-up cerebral

          De tempos em tempos precisamos levar nossos automóveis para fazerem uma revisão. Temos de trocar as velas, alinhar o balanceamento da suspensão, colocar aditivo na água do radiador, substituir o fluido de freio, só faltava ter que recalibrar a rebimboca da parafuseta, mas aí já seria demais. E, assim como nossos carros, todos os nossos utensílios possuem um tempo de vida útil, que pode ser estendido se cuidarmos bem deles e se os deixarmos em boas mãos, com profissionais especialistas e de confiança.

          Para cuidarmos de nossas máquinas atuais temos muito mais opções de lojas e técnicos especializados do que já tivemos em décadas passadas. Se você precisa consertar seu MacBook é só ir à uma autorizada da Apple, porém se seu aparelho Samsung desligou e não liga mais, basta visitar a autorizada da Samsung mais próxima, pois lá eles são especialistas no seu tipo de aparelho e isso confere à eles autoridade e capacitação para manusear sua engenhoca de forma à mantê-la viva por mais tempo e num bom funcionamento.

          Assim como as obras de nossas mãos, nossos carros, celulares e notebooks, nós, seres humanos, também temos uma vida útil e que, felizmente, também pode ser estendida em sua duração e melhorada em sua qualidade. E, assim como para nossas máquinas, o número de profissionais especializados no funcionamento de nosso maquinário orgânico (nossos órgãos) também é bem mais vasto hoje em dia do que em qualquer outra época da humanidade.

Conselho Federal de Medicina

         O Conselho Federal de Medicina (CFM) liberou, em 2016, uma resolução1 onde consta a relação de especialidades médicas reconhecidas. Ao passarmos os olhos pela lista de mais de cinquenta áreas de especialização – cinquenta e quatro para ser exato – podemos perceber o quanto estamos munidos de pessoas capacitadas para tratarem de nossos mais diversos problemas de saúde. Temos especialistas que abrangem desde acupuntura e anestesiologia até neurologia, psiquiatria e medicina nuclear. É como se existissem verdadeiras “autorizadas” que, em vez de tratarem de aparelhos digitais específicos, tratam de órgãos humanos específicos.

            O corpo humano possui cerca de 79 órgãos, dentre os quais 5 são considerados vitais. São eles o cérebro, coração, pulmões, fígado e rins. Somente para o coração existem 5 possíveis especialidades e áreas de atuação, que vão de cardiologia e cirurgia cardiovascular até cardiologia pediátrica, ecocardiografia e hemodinâmica/cardiologia intervencionista. Tudo isso para um mesmo órgão. O coração, por ser um órgão sem o qual não vivemos, deve ser constantemente avaliado.

            Ao checar nossa saúde cardíaca, normalmente os cardiologistas recomendam uma bateria de exames que lhes permitem observar o ritmo do coração, anomalias da aorta, tamanho cardíaco, saúde das válvulas, defeitos genéticos, obstrução das artérias coronárias, saúde dos músculos do coração, enfim, vários aspectos de nossa icônica bomba de sangue. E tudo isso para que fiquemos tranquilos sabendo que o pulso ainda pulsa, e pulsa bem!

            Um check-up do coração é bastante comum e difundido, muitos clínicos gerais recomendam e grande parte da população brasileira já é, pelo menos, familiar ao termo. Existe, no entanto, um outro órgão cuja saúde não é tão constantemente examinada pelos brasileiros, apesar de também ser um órgão vital. Inclusive, o órgão a que me refiro lhe permite prestar atenção à esse texto, entendê-lo, guardar as informações contidas nele e, assim espero, apreciá-lo e compartilhá-lo com outras pessoas.

           O cérebro, como um dos cinco órgãos vitais, é de extrema importância para nossa sobrevivência e bem-estar. Suas anomalias e distúrbios podem arruinar a vida de uma pessoa (caso a mesma sobreviva ao dano), por outro lado, um funcionamento cerebral de excelência coopera para uma vida verdadeiramente próspera e feliz.

          Um órgão incrivelmente poderoso com a capacidade de guardar quantidades ilimitadas de informações, apto para coordenar os movimentos mais complexos desde as acrobacias de um ginasta olímpico até as incisões cirúrgicas de uma neurocirurgiã e qualificado para as mais profundas reflexões e críticas, nosso cérebro apresenta-se como órgão de destaque. Suas funções possuem lugar de honra entre os grandes. Exemplos disso são os provérbios do grande rei Salomão, o rei mais rico da antiga Israel. Em seus versos o rei Salomão exalta a sabedoria, produto de nossas funções cerebrais.

…Recebei a instrução e não o dinheiro. Preferi a ciência ao fino ouro, pois a Sabedoria vale mais que as pérolas e jóia alguma a pode igualar.”. Provérbios capítulo 8, versículos 10 e 11″.

          Apesar de estar diretamente envolvido em nossos maiores feitos, o cérebro ainda é um órgão. E, como tal, envelhece, precisa de doses equilibradas de nutrientes para ter um bom funcionamento, necessita de oxigenação (que pode ser feita por meio de exercícios físicos) e está sujeito à múltiplos fatores capazes de prejudicarem suas poderosas funções. Porém, atualmente, temos utilizado de nossas competências cerebrais para desenvolvermos meios que nos possibilitem cuidar de nossa saúde cerebral de forma mais integral. O que de certa forma chegar a ser cômico, pois é como se vários cérebros ao redor do mundo estivessem bolando diferentes formas de se manterem vivos e saudáveis por mais tempo.

            Esse investimento em pesquisas relacionadas ao cérebro vem aumentado à cada ano ao redor do globo. Somente à nível de exemplo, o Instituto Nacional de Saúde (NIH), dos Estados Unidos, planeja investir cerca de 6 bilhões de dólares em pesquisas nas áreas das neurociências, no ano de 2017. Logo, não é de se surpreender que tamanhos investimentos tenham resultados igualmente grandes e benéficos para a humanidade.

Exame de Check-up cerebral

            Dentre esses resultados positivos, nós temos, atualmente, um conjunto de exames e tratamentos inovadores e específicos para a preservação e melhoria de nossas funções cerebrais. Hoje, já temos disponíveis no Brasil a tecnologia, os profissionais especializados e a infraestrutura adequada para avaliarmos a saúde de nossos cérebros. Assim como você checa a saúde de seu coração, você também já tem à sua disposição, aqui no IMPI, o Check-up cerebral.

           Um exame funcional, o check-up cerebral lança mãos das últimas metodologias e maquinários high tech disponíveis. Podendo acessar a saúde de todos os nossos domínios cognitivos, nossos níveis de bem estar, inclinações à transtornos de humor, o funcionamento de nosso sistema autonômico (ou seja, as funções de nosso organismo que não controlamos diretamente), nossos níveis nutricionais, ondas cerebrais e, enfim, tudo aquilo que se pode aferir e aprimorar atualmente em nossa saúde cerebral. Integrando também vários outros parâmetros e sistemas biológicos presentes em nosso organismo.

           No check-up cerebral o paciente passa por alguns exames psicológicos que poderão ajudá-lo à observar sua saúde mental. Transtornos de humor, como a ansiedade e a depressão, estão entre as possíveis inclinações da psique que são examinadas. Todos esses exames e processos são feitos de forma muito humana, considerando o conforto e a tranquilidade da pessoa à cada etapa.

          O IMPI oferece também o serviço de neuropsicólogos ao longo do check-up. Os neuropsicólogos trabalham em aspectos mais interdisciplinares, entre o cérebro e a mente, entre a biologia e a psicologia. Avaliando, assim, a saúde dos domínios cognitivos, como a atenção e a memória, além de acessarem alguns níveis alimentícios, que são muito importantes pois o cérebro é um órgão com uma alta demanda nutricional. Nos exames funcionais, realizados pelos neuropsicólogos, as predominâncias das ondas cerebrais também são aferidas, permitindo que a pessoa inicie um tratamento de indução de ondas cerebrais, onde ela mesma aprende à adequar suas ondas aos estados mentais que lhe convém.

            Repare, até agora, no check-up cerebral, nós pudemos acessar a saúde de nossas mentes, com os psicólogos. Começamos a caminhar em direção à questões mais biológicas, numa área interdisciplinar cérebro-mente, com os neuropsicólogos. Porém, ainda não abordamos o cérebro com um foco mais bioquímico, propriamente dito.

        Obviamente, não poderíamos deixar de nos aprofundarmos na saúde do cérebro como um órgão, um componente bioquímico de nosso sistema nervoso. No check-up cerebral o paciente também passa por um psiquiatra, que, por sua vez, irá averiguar uma série de exames laboratoriais, explorando assim, a saúde cerebral sob um perspectiva mais neural e química, do que mental, propriamente dita, como fazem o psicólogo Brasilia. Esses exames laboratoriais mostram-se também bastante relevantes. A título de exemplo, a partir desses exames o psiquiatra pode observar níveis vitamínicos no sangue, o que pode ser bem importante já que a deficiência de algumas vitaminas do complexo B, por exemplo, pode levar à um quadro de depressão.

          Por fim, cada um desses profissionais irá examinar a sua saúde cerebral sob diferentes perspectivas, cada um conforme sua especialidade. Dando-lhe a oportunidade de conhecer mais sobre si mesmo e sobre sua saúde. Com os resultados dos exames de cada um desses profissionais da saúde em mãos você poderá ter acesso aos mais variados aspectos de seu cérebro e mente de forma bastante integrada. Poderá, assim, repensar hábitos alimentares, ou talvez reconsiderar aquelas aulas de natação, aquele clube do livro que lhe estimulava tanto a cognição e quem sabe até mesmo aquelas aulas de música.

          Você terá um verdadeiro guia para melhorar sua saúde cerebral e, de relance, poderá melhorar sua saúde mental, física e seus hábitos, além de poder reafirmar vários comportamentos e práticas que já lhe são benéficos. Imagine as implicações de tais melhoras para sua qualidade de vida, seu bem estar e até mesmo para as pessoas ao seu redor, como seus amigos, familiares e colegas de trabalho.

Postado em Blog | Tags: