Encontre seu profissional

Tratamento para Depressão

O QUE É DEPRESSÃO

A Depressão é um transtorno de humor, frequente na população, caracterizado por tristeza, perda de interesse em atividades cotidianas e diminuição da energia. É considerado um grave problema mental de saúde pública que leva à incapacitação no trabalho e à utilização dos serviços de saúde básica, não sendo diagnosticado como tal, acabando por receber tratamento para as queixas físicas e não para os reais sintomas depressivos.

Hoje é considerada uma epidemia no mundo. De acordo com uma pesquisa coordenada pela World Mental Health Survey Initiative, projeto da Organização Mundial da Saúde para saúde mental, a depressão atinge tanto países ricos como, por exemplo, a França com 21,2%, EUA com 19,2%, Holanda com 17,9%, Bélgica com 14,1%, como países de meia renda e renda baixa como o Brasil com 18,4%, Ucrânia com 14,6% e Colômbia com 13,3%.*

SINTOMAS DA DEPRESSÃO

Depressão, diferentemente da tristeza, incluem: sentimentos persistentes de vazio ou tristeza, uma queda drástica da vitalidade, perda de prazer em atividades habitualmente agradáveis, sentimento de culpa e desamparo e uma sensação generalizada de estar fora do seu normal.

TRATAMENTO DA DEPRESSÃO

Cada paciente deprimido exige um tratamento personalizado. Dependendo do diagnóstico, podem utilizar-se abordagens que vão desde o uso de medicação, psicoterapia individual, de grupo ou familiar, até as novas tecnologias hoje disponíveis nas clínicas, como a Neuromodulação Cerebral. Devemos notar que o sexo pode influenciar no tratamento.

DICAS PARA SAIR DA DEPRESSÃO

  • Exercício Físico: A liberação do “hormônio da felicidade” acontece quando o corpo é estimulado ao se exercitar;
  • Reeducação Alimentar: Com opções simples, saborosas e variadas, é possível se defender da doença depressiva, por exemplo, a castanha do Pará previne estados depressivos;
  • Mudança de Estilo de vida: Administração do stress e dos conflitos, por exemplo.

TESTE DE DEPRESSÃO

Este teste é uma maneira de você se autoanalisar e ter uma noção se sofre ou não de depressão. O resultado isolado deste não tem o valor de um diagnóstico, deve ser apenas um indicador para que se busque uma avaliação mais detalhada. Independente do resultado, procure um especialista (psiquiatra ou psicólogo) para a conscientização e tratamento da depressão. Prevenir é a melhor solução.

Tem sentido cansaço ou perda de energia quase todos os dias?

(    ) Sim          (    ) Não

Tem tido sentimentos de culpa constantemente, ás vezes por motivos banais?

(    ) Sim          (    ) Não

Tem crises de choro com frequência e ás vezes sem motivo aparente?

(    ) Sim          (    ) Não

Tem tido insônia ou dormido demais?

(    ) Sim          (    ) Não

Sente prazer em sair e estar acompanhado?

(    ) Sim          (    ) Não

Teve uma significativa alteração no apetite, para mais ou para menos?

(    ) Sim          (    ) Não

Está se sentindo pessimista em relação ao futuro; sem expectativa e não sabe como melhorar isso?

(    ) Sim          (    ) Não

Teve melhora na concentração e está sempre pronto (a) para tomar decisões?

(    ) Sim          (    ) Não

Alguém já manifestou preocupação com você sem você ter dito que está com problemas?

(    ) Sim         (    ) Não

Já pensou em suicídio ou achou que a morte seria bem-vinda?

(    ) Sim          (    ) Não

CHAVE DE CORREÇÃO

 

 

* Revista Coleção Viva Saúde Especial – Prevenir e tratar a depressão, 2a Edição, 2015.