Encontre seu profissional

Vitamina B1 (Tiamina)

13 de maio de 2017

    A Vitamina B1, cujo nome químico é Tiamina, foi reconhecida originalmente como fator preventivo do beribéri, doença característica por causar fraqueza e dor muscular intensa, inflamação e degeneração dos nervos.

   Em 1897, o médico alemão Eijkman, observou que a adição do farelo de arroz integral prevenia o beribéri em aves, sendo que em 1934 a estrutura química da tiamina foi determinada, neste ano já se sabia que havia um composto no arroz integral que possui ação biológica, e em 1936 ela foi sintetizada pela primeira vez num laboratório.

        A tiamina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo vitamínico B que age nos músculos, no coração e também no sistema nervoso.

        A vitamina B1 é necessária para o metabolismo de gorduras, proteínas, carboidratos e ácidos nucleicos, e por isso, é fundamental para a produção de energia no organismo humano. Função particularmente importante para o cérebro, que é o órgão que mais consome energia.

       Alimentos de origem animal ou vegetal que possuem vitamina B1 são abundantes e facilmente encontrados. Dentre eles estão o pão integral, o arroz integral, a carne de porco magra, o peixe, beterraba, laranja, limão, maçã, amendoim, pimenta, cerveja, castanha de caju, noz, linguiça, legumes, dentre vários outros.

          Existem alguns alimentos, no entanto, que podem prejudicar a absorção da vitamina B1, que acontece no duodeno, região do intestino delgado. Dentre esses alimentos estão o álcool e café, principalmente se consumidos em excesso. O cigarro e antiácidos também podem prejudicar a absorção da tiamina.

           A deficiência da vitamina B1 pode causar uma série de prejuízos para o organismo em geral, mas pode ser especialmente prejudicial para o sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal) e para o sistema nervoso periférico (nervos, gânglios e órgãos terminais), podendo gerar insônia, polineuropatia (doença onde vários nervos ao longo de todo o corpo deixam de funcionar adequadamente), confusão mental e amnésia anterógrada (capacidade de formar novas memórias prejudicada).

         Felizmente, a tiamina pode ser encontrada na maioria dos alimentos do dia a dia do brasileiro e, por isso, sua deficiência não é tão comum. Porém, é necessário ter uma dieta saudável, variada e equilibrada. Ao realizarmos exames de avaliação neural nós podemos saber os níveis de várias vitaminas em nosso organismo, cooperando assim para a nossa saúde cerebral, mental e de todo o organismo.

Dr. Tiago Pereira Damaceno

com colaboração de Matheus Teles G. de Araújo

Fontes:

Faculdade de Saúde Pública/USP – Tiamina (Vitamina B1)

Emedix – Vitamina B1 (tiamina)

Scielo – Perfil epidemiológico do beribéri notificado de 2006 a 2008 no Estado do Maranhão, Brasil

Postado em Blog